Ter uma alimentação saudável, com variedade de alimentos frescos e menos produtos industrializados, é uma recomendação de rotina dos médicos para a prevenção de diversos tipos de doenças. E com o câncer não é diferente. Há alimentos que combatem o câncer e, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a nutrição inadequada do corpo é responsável por até 20% dos casos de câncer em países em desenvolvimento, como o Brasil.

Por isso, é importante manter “distância” de bebidas açucaradas, alimentos industrializados e prontos para o consumo e incluir no cardápio diário grande variedade de frutas e legumes frescos, cereais integrais e feijão, sementes, entre outros. Esses alimentos que combatem o câncer também contêm antioxidantes.

Conheça alguns alimentos que combatem o câncer:

1) Alho e cebola: Pertencentes ao mesmo gênero de alimentos, o alho e a cebola auxiliam na eliminação de toxinas que favorecem o aparecimento de câncer, além de serem alimentos anti-inflamatórios. Os benefícios acontecem devido a nutrientes como alicina, selênio e triptofano.

2) Brócolis: Devido ao nutriente sulforafano, que tem a capacidade de destruir células cancerígenas e deixar as saudáveis intactas, é recomendado para prevenir a doença.

3) Chá verde: Além de acelerar o metabolismo e evitar a formação de coágulos, a bebida é rica em antioxidantes chamados catequinas que ajudam a eliminar radicais livres e reduzir o crescimento de células tumorais.

4) Uva: Fonte de polifenois, como o resveratrol, a casca e a semente da uva também contribuem para eliminar os radicais livres e aumentar a produção de uma enzima que destrói a produção de compostos orgânicos de estrogênio considerados perigosos para a saúde.

5) Semente de linhaça: Contêm lignana, que é um fitoestrógeno que age destruindo células cancerígenas.

6) Feijão: Tanto o preto quanto o branco auxiliam para o aumento dos níveis de buritato no organismo que, em altas concentrações, combatem o surgimento do câncer.

Também é importante evitar o fumo e o consumo de bebidas alcoólicas e fazer atividades físicas.

Fonte: www.inca.gov.br/ www.oncoguia.org.br/