O que é o câncer de mama

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

Quais os fatores de risco

• Histórico familiar (se ocorreu câncer na mãe ou irmã por exemplo);
• Menopausa tardia (após os 50 anos);
• Primeira gravidez após os 30 anos;
• Uso de anticoncepcional com altas doses de estrogênio e/ou por longos períodos;
• Tabagismo e ingestão de álcool.

Como fazer o autoexame?

Observando o aparecimento de nódulos ou caroços na mama, com ou sem irritação ou dor no local, procure imediatamente seu médico.

Quais cuidados devo tomar?

• Não fume;
• Consulte seu médico regularmente;
• Faça autoexame das mamas com frequência;
• Evite alimentação rica em gorduras.
• Existem estudos que dizem que a amamentação
reduz o risco de câncer de mama.

Durante o banho, com as mãos ensaboadas, coloque o braço atrás da nuca e procure por nódulos apalpando as mamas em movimentos circulares.

Pressionando suavemente, procure por secreções em ambos os mamilos.

Em frente ao espelho, verifique se há modificações no formato das mamas e alguma alteração nas axilas.

Deitada, coloque um apoio sob o ombro (pode ser um travesseiro ou toalha) e com a mão atrás da cabeça, procure por nódulos em ambas as mamas.