Câncer de Testículo

>>Câncer de Testículo
Câncer de Testículo 2017-08-31T16:23:40+00:00

O que é o câncer de testículo?

Os testículos fazem parte do órgão reprodutivo masculino e são responsáveis pela produção dos espermatozóides. O câncer de testículo é um tumor menos freqüente, mas com o agravante de ter maior incidência em pessoas jovens em idade produtiva. A criptorquidia (testículo que não desce para a bolsa escrotal) é um fator importante que influi no aparecimento deste tipo de tumor.

Quais cuidados devo tomar?

• Lesões e traumas na bolsa escrotal;
• Criptorquidia (doença congênita caracterizada pela falta de um ou dos dois testículos na bolsa escrotal – pode se encontrar em outra localização ou estar ausentes);
• Histórico familiar deste tipo de tumor.

Como diagnosticar?

Se por um lado é uma doença agressiva com alto índice de duplicação das células tumorais, por outro lado é de fácil diagnóstico e com alto índice de cura, altamente responsivo aos quimioterápicos disponíveis. O câncer do testículo possui marcadores tumorais sanguíneos que podem ajudar no diagnóstico e no acompanhamento futuro da doença.

Como fazer o autoexame?

O autoexame dos testículos deve ser realizado mensalmente, sempre após um banho quente. O calor relaxa o escroto e facilita a observação de anormalidades.

De pé, em frente ao espelho, verifique a existência de alterações em alto relevo na pele do escroto.

Examine cada testículo com as duas mãos. Posicione o testículo entre os dedos indicador, médio e o polegar. Revolva o testículo entre os dedos; você não deve sentir dor ao realizar o exame. Se um dos testículos parecer maior que o outro, é normal.

Ache o epidídimo – pequeno canal localizado atrás do testículo e que coleta e carrega o esperma. Se você se familiarizar com esta estrutura, não confundirá o epidídimo como uma massa suspeita. Os tumores malignos são frequentemente localizados. Observe que massas escrotais não aderentes ao testículo não são suspeitas de câncer.

IMPORTANTE

Nódulo duro, geralmente indolor, aproximadamente do tamanho de uma ervilha; qualquer massa que não tenha sido verificada anteriormente; dor ou desconforto no testículo; aumento ou diminuição no tamanho dos testículos; dor imprecisa no abdômen inferior, sangue na urina e aumento ou sensibilidade dos mamilos; sensação de peso no escroto; derrame escrotal, caracterizado por líquido no escroto. Visite seu médico para esclarecimento, tão logo os sintomas surjam.