Betaterapia

Se não retira queloides, para que serve a betaterapia?

A Betaterapia e Eletronterapia são tratamentos profiláticos , significa que , quando feitos adequadamente, podem impedir o aparecimento de queloide. Se a queloide já existe deve ser retirada cirurgicamente e então se faz Betaterapia ou Eletronterapia. Se o paciente sabe que tem tendência a queloide Betaterapia ou Eletronterapia devem ser feitos preventivamente, antes que [...]

Qual a diferença entre betaterapia e radioterapia?

A betaterapia é um tipo específico de radioterapia que usa fontes naturais (em geral estrôncio 90) para geral elétrons de baixa energia. Estes elétrons agem superficialmente sendo indicado para prevenir queloides.

Como é feita a betaterapia? e a elentronterapia?

Ambas são tratamentos por elétrons, sendo a betaterapia tratamento de contato na região da cicatriz realizado com uma plaquinha radioativa (Estrôncio-90), a eletronterapia sem contato feita no acelerador linear. Ambas são feitas em dias alternados, com média de 6 a 10 sessões.

Quem faz a betaterapia e eletronterapia?

Apesar de serem indicadas por várias especialidades como dermatologia e cirurgia plástica betaterapia e eletronterapia devem ser prescritas pelo Radio-Oncologista.

Os tratamentos de Betaterapia e Eletronterapia  causam dor ou desconforto?

Ambos são  indolores e não oferecem riscos ao paciente. São totalmente seguros, uma vez que a penetração da radiação é limitada. Para ter um efeito mais eficaz, o procedimento deve ser iniciado no dia seguinte ao da cirurgia. Quanto antes iniciar a terapia, melhor poderá ser o resultado.

Devo temer pelo uso de radiação?

Não. O procedimento é totalmente seguro. A radiação emitida pela placa de estrôncio penetra apenas alguns milímetros da pele. Vale destacar que a Eletronterapia é um método seguro e a literatura não descreve efeitos deletérios se o procedimento for realizado em clínicas especializadas como  o Centro Oncológico Mogi das Cruzes.

A Betaterapia retira queloides ?

Não. A Betaterapia e a Eletronterapia são usadas para evitar que as queloides apareçam. De nada adianta aplicar Betarepia sobre a queloide já formada. Se já existem as queloides devem ser retiradas cirurgicamente e em seguida deve ser realizada a betaterapia. Mas, para alcançar os resultados esperados, a betaterapia deve ser iniciada até 48 [...]