Dentro da especialidade de tratamento, tem a Oncogenética, que é uma área da medicina que estuda como as mutações hereditárias podem impactar no surgimento dos tumores. Consiste em um trabalho preventivo personalizado, baseado na genética do paciente, para identificar as mutações gênicas diretamente associadas à incidência de câncer.

Levando em consideração que cerca de 10% dos tumores estão associados a mutações hereditárias, a Oncogenética tem papel fundamental no auxílio desses pacientes, com práticas de rastreio mais intenso e terapêuticas redutoras do risco.

É importante uma avaliação com especialista quando:

– Casos de muitos tumores na família,

– Se a mesma pessoa tem dois ou mais tipos diferentes de câncer,

– Surgimento de câncer numa idade muito jovem,

– Surgimento de tumor com comportamento mais agressivo do que o esperado ou tumores raros.

O aconselhamento genético nesses casos é fundamental para prevenção e manejo dos riscos associados ao desenvolvimento de câncer, e no cuidado das próximas gerações.

Importante ressaltar, por fim, que a existência de uma mutação genética não significa que o indivíduo obrigatoriamente terá câncer, embora tenha um risco mais elevado e, assim, como um resultado negativo pode não ser conclusivo.

Os tumores têm influência multifatorial, não apenas pela genética, mas também pelos hábitos de vida e fatores ambientais.