Com a chegada do verão é inevitável a exposição ao sol para realizar as atividades diárias, e quando chega o final de semana muitos abusam “na dose”, seja no churrasco com os amigos, caminhando no parque ou até mesmo na praia com a família. Mas, a exposição inadequada aos raios Ultravioleta pode gerar inúmeros prejuízos para a saúde da pele.
No Brasil o câncer de pele corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, e estima-se que até o final do ano de 2016 existam cerca de 175.760 casos, sendo 80.850 homens e 94.910 mulheres, segundo dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA).
O que muitas pessoas não sabem é que este tipo de câncer é cumulativo, se trata de muitos anos de exposição aos raios nocivos do sol sem ter os devidos cuidados, podendo se consolidar como um tumor após anos e anos. Além disso, existem pessoas que tendem a ser mais sensíveis a este tipo de doença. São elas: pessoas com mais de 40 anos, pele clara, sensível à ação dos raios solares ou com doenças cutâneas prévias, tendo assim que redobrar os cuidados diariamente.
Não importa se estamos no verão ou não, o uso de filtro solar é de extrema importância para a proteção da pele e é essencial que seja aplicado diariamente. Para que esta proteção seja eficaz é necessário que o protetor tenha fator solar 30 ou superior e que seja aplicado de 2 em 2 horas, mas fique atento se tiver contato com a água ou transpire muito reaplique o produto novamente. E não se esqueça espalhe por TODO o corpo, orelhas, pés, mãos e a nuca também fazem parte.
O Centro Oncológico Mogi das Cruzes alerta: 5 minutos cuidando hoje de sua pele pode prevenir do câncer de pele e garantir uma boa qualidade de vida.
Fonte:
http://www.maxpressnet.com.br/
http://www2.inca.gov.br/